Feeds:
Posts
Comments

Archive for July, 2010

António Feio

Se há coisa que eu costumo dizer é que

aproveitem a vida

e

ajudem-se uns aos outros.

Apreciem cada momento.

Agradeçam

e

não deixem nada por dizer,

nada por fazer”,

disse António Feio.

E agora deve estar a fazer rir o criador, a Amália (sim, Maria e Sandra, já morreu também), o Raul e os outros todos que já lá estão!

Advertisements

Read Full Post »

I walk alone!

Espero ter aprendido alguma coisa com isto. Tenho a certeza que sim.

E tu?! Aprendeste a tua lição?

Read Full Post »

No teu poema

José Carlos Ary dos Santos escreveu… e muitos outros cantaram…

Carlos do Carmo foi o primeiro no festival da canção em mil nove e setenta e seis… a primeira vez que a ouvi foi pela voz da grande Simone de Oliveira…

No teu poema
Existe a esperança acesa atrás do muro
Existe tudo o mais que ainda escapa
E um verso em branco à espera de futuro.

O futuro está bem perto… o verso em branco é capaz de continuar em branco…


Read Full Post »

Simone e Ivan Lins

A Simone não é a nossa... é a brasileira... que também é Oliveira...

Read Full Post »

Interlúdio

Rita Redshoes, Choose love

Don’t wanna hear, I wanna fight
‘Cause this time I won’t be wrong
And I can waste this precious time
Asking where do I belong

So let me know your love is real
‘Cause this time you won’t control
Tell me please, what do you feel
Do I have to save your soul

Read Full Post »

Às vezes parece que não é possível…não pode ser… óbvio que não! DAAAAAA!

e depois vai-se a ver e…

pumba!

Toma lá que é pra não estares pr’aí com cenas…

A vida é uma cena tramada!

Read Full Post »

Olhar a palavra

Há momentos em que as palavras nos fogem…mas as energias do universo são qualquer coisa de extraordinário.

um simples click na página do facebook trouxe-me à leitura um post deste projecto Olhar a palavra: três olhares, uma caneta, quatro formas de sentir.

Às vezes a Joana gosta daquilo que escreve…  às vezes eu também gosto… mas vezes há em que eu penso que ela escreve exactamente aquilo que eu sinto e que não tenho nem a mestria nem a coragem de as materializar…

Aqui fica as palavras olhadas, lidas e relidas…

Sem título.

Obrigada!

Read Full Post »

Older Posts »